6 dicas de como ser sustentável e ainda economizar em casa.

6 dicas de como ser sustentável e ainda economizar em casa.

Desperdício é coisa do passado, pense na sustentabilidade do planeta e do seu bolso.

O Brasil já passou por crises hídrica e elétrica. Hoje, todo mundo sabe que a água é um bem precioso e não vai sair por aí gastando à toa. As pessoas também se conscientizaram de que é necessário economizar energia elétrica. Nos dois casos, ajudar o planeta é cuidar do bolso, já que as tarifas estão muito caras.

Veja o que você pode fazer para ser ainda mais sustentável.

Reuso de água

A arquiteta Carmen Calixto diz que é possível planejar um sistema de reuso de água, seja num projeto arquitetônico de construção ou de reforma. “Tem formas de fazer  quando você está projetando a casa. Podemos prever um reservatório para captação de água da chuva e ela pode ser usada para descarga, regar jardim etc”. Existem diversos métodos, desde a técnica de permacultura (que incorpora os ciclos da natureza no sistema de construção) até tecnologias industriais avançadas.

Eletrodomésticos

Algumas medidas com seus aparelhos ajudam a economizar energia. A arquiteta Nina Abadjieff orienta a abrir a geladeira somente quando for necessário pegar algo, e o ideal é que ela fique longe do fogão. Já a lavadora de roupas precisa ter o filtro limpo regularmente e ligada somente quando tiver quantidade de roupas para preenchê-la. “Já com a televisão, a regra é desligar da tomada quando ninguém estiver assistindo, porque gasta energia”.

Iluminação

Apagar as luzes quando não tem gente no ambiente é o primeiro passo. Já as lâmpadas ideais são as de LED, ensina Carmen. “Vão proporcionar uma durabilidade maior e gastar muito menos energia do que uma lâmpada comum. Elas são mais econômicas, inclusive, do que as lâmpadas florescentes”.

Energia solar

Nina não acha muito complexo instalar um sistema de energia solar em casas ou prédios. Segundo ela, porém, é necessário ter toda a documentação junto à distribuidora de energia e sua aprovação. Após isso, com o auxílio de uma empresa especializada, são instaladas as placas coletoras. “Os telhados dos prédios e casas são os locais indicados por receberem índice mais alto de radiação solar. Mas, se a área for pequena, pode tornar inviável o projeto. Caso o condomínio tenha uma grande área externa, pode-se utilizar dessa área comum, existe também a possibilidade da instalação das placas na fachada”, detalha a arquiteta.

Luz natural

Se você pretende reformar ou construir, preste atenção e procure usar a iluminação natural como aliada. “A gente deve investir em janelas maiores, pensando na luz e na ventilação. Propiciar a entrada do vento ajuda bastante a melhorar a temperatura do ambiente sem precisar utilizar condicionamento de ar”, diz Carmen.

Reutilizar embalagens

Ter lixeiras em casa para material reciclável e dar a correta destinação, hoje, é o mínimo. Mas se você quiser reutilizar e tiver habilidade para isso, existem inúmeras opções de artesanato para fazer com as embalagens. Garrafa Pet pode virar prendedor de sacos ou revisteiro, latinhas podem virar porta-canetas. Use a criatividade.

 

 

Fonte: https://revista.zapimoveis.com.br